BARCELONA: MAIS UMA ESTUPIDEZ PASTORAL NO MEIO DA TRAGÉDIA

Por Sergio Viula

Se as forças de segurança não guardarem a cidade, não há deus que a proteja.



É incrível como os crentes tentam se colocar nas cenas mais trágicas vivenciadas pela humanidade, como se eles tivessem alguma missão diretamente dada por deus ou alguma revelação concedida por ele sobre o que viria a acontecer. Querem figurar como necessários ou até indispensáveis, mas são inúteis na qualidade de intercessores ou portadores de alguma verdade desconhecida. A mais recente tolice publicada nessa direção vem justamente de um site evangélico - o Gospel Prime.

No dia 18/08/17, o site Gospel Prime noticiou que "o pastor espanhol Rafael Diaz, do ministério de Kairós, relatou ao site Mundo Cristiano que cerca de duas horas antes do ataque terrorista ocorrido nesta quinta-feira, ele e sua esposa sentiram que Deus os chamava a interceder por Barcelona, onde o casal mora." 

E o que fizeram esses duas pessoas ungidas e poderosas em Cristo? 

Segundo o site, o pastor e sua esposa subiram até um monte e declararam uma bênção sobre a cidade. 

O site reproduz as palavras do tal pastor:

"Declaramos a benção sobre a cidade, pois entendíamos que era necessário cobri-la de orações e assim fizemos”. 

"Pouco tempo após voltarem para casa souberam que terroristas islâmicos atropelaram dezenas de pessoas em Rambla, a avenida mais simbólica de Barcelona. Ao todo, morreram 14 pessoas e 130 ficaram feridas. Quinze delas estão em estado grave no hospital."

Ué, eles não subiram ao monte para abençoar a cidade, porque deus teria supostamente chamado os dois para interceder por Barcelona, mas isso não impediu tamanha desgraça? Se a oração não altera a realidade, para que orar? E se altera, isso parece demonstrar que o intercessor sabe mais e melhor que deus. Sim, porque se deus é bom, todo-poderoso, todo-sapiente, e está presente em todo lugar, ele não precisa que mortal algum lhe diga o que fazer. E se precisa, então ele não tudo isso que pensam dele. Pior ainda, se precisa que lhe digam o que fazer, podendo fazer tudo e qualquer coisa, mas mesmo que lhe peçam, ele não faz o bem nem impede o mal, esse deus só pode ser uma piada de muito mal gosto mesmo.

Aí, para dizer que a oração teve alguma eficácia, o site Gospel Prime diz que "segundo a polícia, os jihadistas planejavam um ataque maior com explosivos, mas acabaram desistindo dessa ação." 

Por que será que o deus que o site insinua ter impedido um "ataque maior" não impediu todo e qualquer ataque, para início de conversa? Essa é nada mais que outra esquisitice que emerge das crenças infundadas - e até mesmo imorais - desses monoteísmos nascidos nos desertos do Oriente Médio e remixados na capital do Império Romano no início da chamada era cristã.

Vale ressaltar que os policiais mataram cinco terroristas depois do atentado, mas deus não matou nenhum deles antes da tragédia. Mas nem precisava. Deus podia ter feito algo muito simples, porém eficaz. Sugestão: ele poderia ter enviado uma dor de barriga daquelas que faz o cabra ficar preso à privada, cagando sem parar - algo super simples para um deus todo-poderoso. Mas, não... Ele não fez nada. Foi preciso que a força policial agisse a posteriori porque deus não agiu nem antes, nem durante, nem depois do massacre.

Na verdade, muita gente diz confiar na oração, mas devia mesmo confiar mesmo é na polícia. E ainda assim, com um olho no padre e outro na missa, porque até a polícia tem sua fatia de incompetentes e de corruptos. 

O site evangélico, então diz que "segundo a polícia, as investigações ainda estão em andamento, mas sabe-se que pelo menos 12 pessoas faziam parte dessa célula terrorista." 

O que eles não explicam é como é que um deus que sabe tudo, e que tem linha direta com esse pastor e com outros que alegam ouvir sua voz, não revela quem são e onde estão esses terroristas, poupando à polícia todo esse trabalho e ao povo espanhol o risco de novos atentatos.

É isso aí, minha gente! Quanto mais esses crentes querem dar glória ao seu amiguinho imaginário absolutamente inútil e irrelevante, mais eles o envergonham ou revelam a estupidez que o caracteriza.

MAIS HUMANIDADE E ZERO DIVINDADES - isso já resolve boa parte dos nossos problemas.




Link do texto comentado aqui: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Existe um Deus bom? - Christopher Hitchens