Crivella corta bilhete único de universitários durante as férias.

Sergio Viula



Eu não sabia ainda que o novo prefeito do Rio já havia dado uma canetada contra a educação universitária em menos de um mês de administração. Um querido amigo meu, universitário, acaba de me informar que ficou sem bilhete único durante as férias – recurso que o ajudava a ir e voltar do estágio.
Ter um prefeito que corta investimento em educação, justamente na área de conhecimento científico, é extremamente emblemático, especialmente levando-se em consideração o desprezo que fundamentalistas como ele nutrem contra tudo aquilo que não alimenta o fluxo ($$$) de sua organização ‘religiosa’ – conhecimento científico, definitivamente, não é uma de suas prioridades.
Parabéns aos mais de 50% dos eleitores cariocas, que foram idiotas  suficiente para votarem nesse traste. Não vai demorar para vocês perceberem a burrice que fizeram, mas vai demorar muito para se livrarem dela: 4 anos. Não espero, porém, que os extorquidos em todos os cultos da igreja do tio dele, e que continuam sendo fiéis seguidores desses manipuladore$, se arrependam de serem trouxas. Para esses, há pouca esperança, mas nunca se pode ter certeza. Os ex-crentes estão aí para provar isso.
*****************************
ATUALIZAÇÃO EM 24/01/17: Depois de muita pressão, o ‘santinho’ deu ré. O Jornal Extra publicou ontem: Estudantes voltam a ter acesso integral ao Bilhete Único Universitário


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A face mutante do Diabo e sua utilidade para a igreja

Os fantasmas da (i)moralidade religiosa querendo assombrar o ensino de biologia

De onde vem essa história de que a carne é fraca?